sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Prevenir é melhor que remediar!




Adenium é um gênero da família Apocynaceae, que inclui o Pachypodium e a Plumeria,entre outros. É muito comum ser atacado por certas pragas, como as chochonilhas, tatuzinhos, pulgões, tripes, etc. O Engenheiro Agrônomo Roberto Jun Takane, nos alerta sobre elas e dá preciosas dicas.

COCHONILHAS - são insetos sugadores que se reproduzem rapidamentem e prejudicam o desenvolvimento da planta, podendo levá-la à morte. Os sintomas variam de acordo com a espécie: algumas são dotadas de forte carapaça e muito resistente aos inseticidas; outras formam colônias de aspecto lanoso ou massas brancas, nas quais machos e fêmeas encontram-se protegidos por secreções cerosas, formando fios; e agumas formam carreiras paralelas, de coloração escura, junto à nervura central da flor.
O combate é feito com óleo mineral ou óleo neem (Azaadiractha indica), numa proporção de 1 gota por litro. Outra dica é o uso de 50g de sabão de coco para 5 litros de água, dissolvidos em fogo e aplicados já frio. Ou se preferir, use 50% de álcool para 50% de água e retire com cotonete um a um.

PULGÕES - são também insetos sugadores capazes de se multiplicarem rapidamente, causando sérios prejuizos à planta. Sintomas: amarelamento, descoloração, enrugamento e enrolamento das folhas, danificando o desenvolvimento das flores.
Pode ser controlado com as receitas acima ou com óleo de citronela-de-java (Cimbopogom nardus), numa proporção de 1 gota por litro. Outra alternativa é plantar citronela em áreas próximas ao plantio.

TATUZINHOS - são crustáceos, do mesmo grupo dos camarões, lagosta e carangueijos e se dispersam facilmente. Geralmente vem na terra ou no adubo orgânico e se apresentam enrolados. A erradicação pode ser com 50% de álcool para 50% de água, borrifando sobre a planta e terra, pelo menos uma vez por semana. Outra dica é usar detergente neutro ou de coco (uma colher de sopa) para 5 litros de água, pulverizando por toda a planta. Iscas de chuchu durante à noite ao redor do vaso são excelentes para catar estes bichinhos manualmente no dia seguinte. Esta dica também é recomendada para o ataque de lesmas caracóis.

TRIPES - São pequenos insetos voadores que provocam grande prejuízo às plantas, porque atacam as flores, causando a sua descoloração e deformação. O ataque geralmente ocorre nas bordas das pétalas das flores. Os tripes são insetos fitófagos, se alimentando da seiva da planta. Possuem o aparelho bucal do tipo picador-sugador. Eles entram nas flores quando ainda estão novas, fechadas e raspam as flores, causando grande prejuízo e depreciação na aparência das mesmas. Seu controle natural pode ser feito com aplicação de óleo de Neem (Azadiractha indica) a 1%, ou seja uma gota por litro de água.

Somente em casos extremos deve-se usar produtos químicos com orientação de um Eng. Agrônomo, e o operador não pode dispensar os EPI´s (Equipamentos de Proteção Individual), para evitar intoxicações.

6 comentários:

JOSE LUIZ disse...

Muito bom este artigo, já que tais receitas podemos usar noutros tipos de plantas também! Parabéns...agora teu website tornou-se ponto de visita obrigatória pra mim!!! Páginas com ótimo conteúdo, bem trabalhadas...e como estou começando a tomar gosto pela rosa do deserto...

Adenium - Rosa do Deserto disse...

Olá José Luiz, obrigada! Interessante que tenho feito visitas diárias ao seu site: www.orquidariocuiaba.com.br que é uma verdadeira aula de orquidofilia.
Solicitei, incluise ao presidente da Associação Cearense de Orquidófilos para incluir na nossa página: www.orquidofilos.com a divulgação do seu domínio.
Quero agradecer os comentários e o incentivo, procurando sempre melhorar no visual e no conteúdo. Abs, Vera

J.F. disse...

Vera, amiga querida.
Será que o terrível tentechoris pode atacar o Adenium?
Abração.

Adenium - Rosa do Deserto disse...

Meu amigo JF,

O tentechoris é um inseto voador e pode atacar qualquer planta, inclusive os Adenium. Mas não se apavore, aplique uma dosagem de pimenta malagueta com uma gotinha de óleo vegetal que os danados vão embora. É só deixar as pimentas em infusão e aplicar com 3 a 4 dias depois. Dê-me notícias! Abraços,

arnaldo disse...

Vera bom dia, muito bom tais comentários, as Adeniuns são semelhantes as suculentas quanto ao trato?
E aproveitando o gancho tenho duas outras dúvidas:
1) Qual a finalidade da canela em pó?
2) Como se faz a polinização artificial?
grato
ARNALDO / SP

av disse...

vera amei seu blog.
Que Deus a abençõe com muita energia,gostaria de fazer um curso aqui em Fortaleza...
Sabe de algum contato?
Paz.