sábado, 12 de março de 2011

Pachypodium, uma planta da família Apocinaceae

Pachypodium saundersii
Da mesma família do Adenium, o nome Pachypodium deriva do grego pachy, que quer dizer grosso e pódium (pé). Requer o mesmo tratamento do Adenium por ser uma suculenta, com um detalhe, tem espinhos ao longo do caudex ou caule. Solo bem drenado e pobre. As flores são vistosas com um ligeiro perfume.  

Caudex do Pachypodium
Foram descritas 25 espécies, sendo 20 da Ilha de Madagascar onde encontraram boas condições de desenvolverem e 20 da África Mericional. Sua distribuição é a seguinte: "Pachypodium são nativos de Madagascar e continental da África Austral , isto é, Angola , Botswana , Moçambique , Namíbia , África do Sul , Suazilândia e Zimbabwe ."


Sua seiva é extremamente venenosa, como a maioria da família Apocinaceae. O caule é grosso na base, parecendo uma garrafa e afunilando nas terminações. Concentra grande quantidade de água no tronco, podendo viver períodos intermitentes de seca ou estiagem.


Podem ser cultivados numa varanda pegando sol ou ao livre, recebendo sol direto durante o verão. Somente no inverno a atenção deve ser redobrada para não ficar enxarcado e apodrecer tronco e raízes. Não suporta geada, podendo causar a perda total se não for devidamente protegido em estufas especiais.
A perda das folhas não é motivo de preocupação, mas de atenção. A queda do metabolismo vai exigir menos regas. Se as folhas amarelarem e caírem podem significar sinais de alguma praga, como cochonilhas ou pulgões, devendo ser usado um inseticida sistêmico ou mesmo de contato.


propagação por sementes

Podem ser propagados por estarquia ou sementes. Por ser uma planta de solo árido, é ideal para o paisagismo tipo jardim seco, plantado ao lado de cactos e suculentas com muitas pedras. As sementes demoram a germinar mais que o Adenium, é questão de paciência.


 "Adenium e Pachypodium apesar de serem da mesma família, segundo Leeuwenberg é mantido na subtribo Neriinae, colocado debaixo da tribo Wrightieae Considerando Pachypodium é colocado ao lado do da subtribo Pachypodiinae, no Echiteae tribo. Embora relacionados, esses táxons significa que os dois não estão intimamente relacionados."

O Pachypodium lamerei apesar de ser chamada de Palmeira de Madagascar, não é uma palmeira, mas uma suculenta. Cresce em torno até 6 metros. As flores surgem acima das folhas.


 
ESPÉCIES:

Pachypodium ambongense


Pachypodium baronii

Pachypodium bicolor

Pachypodium bispinosum

Pachypodium brevicaule

Pachypodium cactipes

Pachypodium decaryi

Pachypodium densiflorum

Pachypodium eburneum

Pachypodium geayi

Pachypodium gracilius

Pachypodium horombense

Pachypodium inopinatum

Pachypodium lamerei - palmeira-de-madagáscar, palmeirinha-de-madagáscar.

P. lamerei














Pachypodium lealii

Pachypodium makayense

Pachypodium meridionale

Pachypodium menabeum

Pachypodium namaquanum

Pachypodium rosulatum

Pachypodium rutenbergianum

Pachypodium saundersii

Pachypodium sofiense

Pachypodium succulentum

Pachypodium windsorii
 
REFERÊNCIAS:

Nenhum comentário: